Novas receitas

O prato do dia: 18 de maio de 2016

O prato do dia: 18 de maio de 2016

Divulgando as melhores e mais recentes notícias de culinária

Saiba mais sobre o que está em alta e as tendências no mundo da comida e bebida

Primeiro curso de hoje?

Parabéns a Gordon Ramsey e sua esposa Tana, que dará as boas-vindas ao seu novo bebê - um menino - no final do verão. O chef britânico, restauranteur e personalidade da TV fizeram o anúncio em um episódio recente do The Late Late Show na CBS. Fale sobre uma diferença de idade!

Quatro pessoas que se viram presas no mar em um barco sem comida ou água têm a sorte de estar vivas graças a uma dieta de peixe cru. As pessoas conseguiram virar o barco com o lado direito para cima depois que ele capotou. Foi quando eles perceberam que perderam toda a comida e água e todos que verificaram seus telefones descobriram que estavam encharcados e incapazes de pedir ajuda. Eles flutuaram por 10 dias, sobrevivendo apenas com peixes voadores crus que pousaram no barco e água que se condensou na lateral de um plástico cheio de água do mar.

A IKEA está abrindo um restaurante pop-up dirigido por chefs em Paris e, no verdadeiro estilo faça você mesmo, está tendo chefs amadores na liderança do design do menu. O restaurante, chamado Krogen, estará aberto de 7 a 25 de junho. Ele está localizado "no bairro nobre de Le Marais, em Paris". Chefs amadores são desafiados a preparar uma refeição de três pratos que custa menos de US $ 11,40 por cliente, que também incorpora um item do menu do refeitório da IKEA. Vinte e quatro semifinalistas serão selecionados até o final do mês, e 15 vão competir durante o evento pop-up pelo prêmio máximo de um estágio na cozinha de Alain Ducasse e um vale-presente IKEA de 500 euros.

Esse é o Daily Dish de hoje, obrigado por assistir. Passe amanhã para outra porção.


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazer isso até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. No entanto, em 2011, Jean-Georges Vongerichten publicou um livro de seus pratos caseiros favoritos, incluindo esta salada, que também está no menu do ABC Kitchen e em 2012, April Bloomfield incluiu a receita em seu primeiro livro de receitas e eu & # 8217 pensei que poderia ser bom circular de volta para essas versões com especiarias e texturas mais complexas.



Posso desviar por um momento aqui? [Quer dizer, esse é o meu tipo de coisa, não ser capaz de terminar uma frase sem pelo menos uma outra frase tangencialmente relacionada dentro dela.] Ok, então eu recebo muitas idéias de culinária de restaurantes que vou e escrevo mas não porque quero fazer algo sinistro, como fingir que os inventei primeiro, mas porque quero fazer algo com a impressão que isso causou em mim. É como ir a um museu e admirar as cores suaves de uma pintura e perceber que você quer suavizar a paleta de sua própria obra de arte; ninguém vai confundi-lo com Monet, assim como ninguém vai me confundir com Beyoncé se eu comprar meia-calça na altura da coxa e usá-la como calça. (É mais provável que eles, na verdade, me implorem para nunca mais fazer isso.) As pessoas me disseram: & # 8220Por que você não pede ao chef a receita deles? & # 8221 ou & # 8220Mas esta receita é Publicados! Você não deseja fazer a versão deles? & # 8221, mas na verdade eu não & # 8217t por dois motivos. Em primeiro lugar, quero permanecer fiel ao que me lembrei sobre isso, mesmo que possa estar incorreto, porque foi minha impressão que me fez sonhar acordada sobre uma nova combinação de sabores ou abordagem de um ingrediente. Em segundo lugar, puta merda, as receitas do chef geralmente são uma dor de cabeça! Para fins de restaurante, isso faz muito sentido (cada elemento preparado separadamente antes do serviço para que possa ser montado e cozido na hora), mas cozinhar assim em casa & # 8212 na hora do jantar nem menos, quando todos estão com fome & # 8212 é loucura e um caminho curto para ficar tão exausto que talvez precise de uma semana de comida para viagem para se recuperar.


O que levanta a questão: por que fazer uma versão nova e mais complicada de algo com o qual estávamos felizes para começar? Neste caso, é porque toda vez que eu voltei a um restaurante que o servia, eu me apaixonei novamente por como ele é cheio de nuances. Além disso, agora vejo seu potencial para ser uma refeição completa, tornando-a menos no estilo de um restaurante (precioso e banhado) e mais familiar, de uma forma que todos nós queremos aprofundar em uma noite de segunda a sexta. Na verdade, espero que este seja o seu jantar esta noite.


Cenouras Assadas Temperadas com Abacate e Iogurte

  • Sobre a origem: Como mencionei, esta receita já circulou em restaurantes de renome e em chefs de renome. (Jamie Oliver, que eu acho que já foi um parceiro silencioso no Spotted Pig, também tem uma versão. Além disso, se alguém que segue restaurantes obsessivamente quiser me dizer como isso passou do acampamento Jean-Georges para o Spotted Pig, eu e # 8217m curioso!) Todos concordam com 90% dos ingredientes & # 8212 cenouras, abacate, creme de leite, algo crocante, cominho e frutas cítricas & # 8212, mas ninguém concorda sobre como cozinhar as cenouras e outros detalhes menores. Esta versão: Todas e nenhuma das opções acima você usará iogurte em vez de creme de leite e não haverá segmentação de laranjas na terça à noite. Essa é a regra. Quase tudo vem junto em uma grande bandeja bagunçada de jantar & panelas # 8212 4eva!
  • Finalmente, eu estava ansioso para fazer um riff spring-ier sobre isso com aspargos em vez de cenouras (mas meu marido amante de cenouras discordou). Não pense que aspargos seriam surpreendente com cominho, coentro, tomilho e frutas cítricas? Com os aspargos, tudo irá muito mais rápido, pois você provavelmente os terá bem torrados no intervalo de 15 a 25 minutos, sem necessidade de tampa de alumínio ou água na panela. Faça isso!

Fiz cerca de 2/3 a 3/4 disso em uma bandeja 10 & # 21515, mas você deve usar uma bandeja de meia folha inteira (13 e # 21518) ou duas bandejas de um quarto de folha (9 e # 21513) para o rendimento abaixo .

Para as cenouras
Terminar

Faça sua pasta de especiarias batendo o cominho, coentro, tomilho, sal e pimentas em um almofariz e pilão até ficar grosseiramente moído, usando um moedor de especiarias elétrico (ou seja, um moedor de café que você não imagina que cheira a especiarias) ou um pequeno processador de alimentos para faça o mesmo ou, se usar temperos moídos, apenas combine-os no fundo da tigela grande que você está prestes a usar. No fundo de uma tigela grande, misture os temperos preparados, sal e pimenta, alho, vinagre e 1/4 de xícara de azeite de oliva e bata para misturar. Adicione as cenouras e misture bem.

Espalhe as cenouras, regando com o resto da marinada, em forminhas preparadas e cubra com papel alumínio. Asse por 25 minutos coberto e, em seguida, retire o papel alumínio e asse por mais 35 minutos, até que as cenouras estejam levemente douradas e macias, mas não se desfaçam.

Enquanto isso, misture 2 colheres de sopa de azeite, suco de laranja e limão em um pequeno prato com sal e pimenta. Quando as cenouras estiverem prontas, espalhe o abacate e os brotos e regue com este molho cítrico. Dollop iogurte por cima e polvilhe com as sementes. Aprofunde-se


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazê-lo até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. No entanto, em 2011, Jean-Georges Vongerichten publicou um livro de seus pratos caseiros favoritos, incluindo esta salada, que também está no menu do ABC Kitchen e em 2012, April Bloomfield incluiu a receita em seu primeiro livro de receitas e eu & # 8217 pensei que poderia ser bom circular de volta para essas versões mais complexamente temperadas e texturizadas.



Posso desviar por um momento aqui? [Quer dizer, esse é o meu tipo de coisa, não ser capaz de terminar uma frase sem pelo menos uma outra frase tangencialmente relacionada dentro dela.] Ok, então recebo muitas ideias de culinária de restaurantes que vou e escrevo mas não porque quero fazer algo sinistro, como fingir que os inventei primeiro, mas porque quero fazer algo com a impressão que isso causou em mim. É como ir a um museu e admirar as cores suaves de uma pintura e perceber que você quer suavizar a paleta de sua própria obra de arte. Ninguém vai confundi-lo com Monet, assim como ninguém vai me confundir com Beyoncé se eu comprar meia-calça até a coxa e usá-la como calça. (É mais provável que eles, na verdade, me implorem para nunca mais fazer isso.) As pessoas me disseram: & # 8220Por que você não pede ao chef a receita deles? & # 8221 ou & # 8220Mas esta receita é Publicados! Você não deseja fazer a versão deles? & # 8221, mas na verdade eu não & # 8217t por dois motivos. Em primeiro lugar, quero permanecer fiel ao que me lembrei sobre isso, mesmo que possa estar incorreto, porque foi minha impressão que me fez sonhar acordada sobre uma nova combinação de sabores ou abordagem de um ingrediente. Em segundo lugar, puta merda, as receitas do chef geralmente são uma dor de cabeça! Para fins de restaurante, isso faz muito sentido (cada elemento preparado separadamente antes do serviço para que possa ser montado e cozido na hora), mas cozinhar assim em casa & # 8212 na hora do jantar nem menos, quando todos estão com fome & # 8212 é loucura e um caminho curto para ficar tão exausto que talvez precise de uma semana de comida para viagem para se recuperar.


O que levanta a questão: por que fazer uma versão nova e mais complicada de algo com o qual estávamos felizes para começar? Neste caso, é porque toda vez que eu voltei a um restaurante que o servia, eu me apaixonei novamente por como ele é cheio de nuances. Além disso, agora vejo seu potencial para ser uma refeição completa, tornando-a menos no estilo de um restaurante (precioso e banhado) e mais familiar, de uma forma que todos nós queremos aprofundar em uma noite de segunda a sexta. Na verdade, espero que este seja o seu jantar esta noite.


Cenouras Assadas Temperadas com Abacate e Iogurte

  • Sobre a origem: Como mencionei, esta receita já circulou em restaurantes de renome e em chefs de renome. (Jamie Oliver, que eu acho que já foi um parceiro silencioso no Spotted Pig, também tem uma versão. Além disso, se alguém que segue restaurantes obsessivamente quiser me dizer como isso passou do acampamento Jean-Georges para o Spotted Pig, eu e # 8217m curioso!) Todos concordam com 90% dos ingredientes & # 8212 cenouras, abacate, creme de leite, algo crocante, cominho e frutas cítricas & # 8212, mas ninguém concorda sobre como cozinhar as cenouras e outros detalhes menores. Esta versão: Todas e nenhuma das opções acima você usará iogurte em vez de creme de leite e não haverá segmentação de laranjas na terça à noite. Essa é a regra. Quase tudo vem junto em uma grande bandeja bagunçada de jantar & panelas # 8212 4eva!
  • Finalmente, eu estava ansioso para fazer um riff spring-ier sobre isso com aspargos em vez de cenouras (mas meu marido amante de cenouras discordou). Não pense que aspargos seriam surpreendente com cominho, coentro, tomilho e frutas cítricas? Com os aspargos, tudo irá muito mais rápido, pois você provavelmente os terá bem torrados no intervalo de 15 a 25 minutos, sem necessidade de tampa de alumínio ou água na panela. Faça isso!

Fiz cerca de 2/3 a 3/4 disso em uma bandeja 10 & # 21515, mas você deve usar uma bandeja de meia folha inteira (13 e # 21518) ou duas bandejas de um quarto de folha (9 e # 21513) para o rendimento abaixo .

Para as cenouras
Terminar

Faça sua pasta de especiarias batendo o cominho, coentro, tomilho, sal e pimentas em um almofariz e pilão até ficar grosseiramente moído, usando um moedor de especiarias elétrico (ou seja, um moedor de café que você não imagina que cheira a especiarias) ou um pequeno processador de alimentos para faça o mesmo ou, se usar temperos moídos, apenas combine-os no fundo da tigela grande que você está prestes a usar. No fundo de uma tigela grande, misture os temperos preparados, o sal e a pimenta, o alho, o vinagre e 1/4 de xícara de azeite de oliva e bata para misturar. Adicione as cenouras e misture bem.

Espalhe as cenouras, regando com o resto da marinada, nas formas preparadas e cubra com papel alumínio. Asse por 25 minutos coberto e, em seguida, retire o papel alumínio e asse por mais 35 minutos, até que as cenouras estejam levemente douradas e macias, mas não se desfaçam.

Enquanto isso, misture 2 colheres de sopa de azeite, suco de laranja e limão em um pequeno prato com sal e pimenta. Quando as cenouras estiverem prontas, espalhe o abacate e os brotos e regue com este molho cítrico. Dollop iogurte por cima e polvilhe com as sementes. Aprofunde-se


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazê-lo até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. No entanto, em 2011, Jean-Georges Vongerichten publicou um livro de seus pratos caseiros favoritos, incluindo esta salada, que também está no menu do ABC Kitchen e em 2012, April Bloomfield incluiu a receita em seu primeiro livro de receitas e eu & # 8217 pensei que poderia ser bom circular de volta para essas versões mais complexamente temperadas e texturizadas.



Posso desviar por um momento aqui? [Quer dizer, esse é o meu tipo de coisa, não ser capaz de terminar uma frase sem pelo menos uma outra frase tangencialmente relacionada dentro dela.] Ok, então recebo muitas ideias de culinária de restaurantes que vou e escrevo mas não porque quero fazer algo sinistro, como fingir que os inventei primeiro, mas porque quero fazer algo com a impressão que isso causou em mim. É como ir a um museu e admirar as cores suaves de uma pintura e perceber que você quer suavizar a paleta de sua própria obra de arte. Ninguém vai confundi-lo com Monet, assim como ninguém vai me confundir com Beyoncé se eu comprar meia-calça na altura da coxa e usá-la como calça. (É mais provável que eles, na verdade, me implorem para nunca mais fazer isso.) As pessoas me disseram: & # 8220Por que você não pede ao chef a receita deles? & # 8221 ou & # 8220Mas esta receita é Publicados! Não quer fazer a versão deles? & # 8221, mas na verdade eu não quero por dois motivos. Em primeiro lugar, quero permanecer fiel ao que me lembrei sobre isso, mesmo que possa estar incorreto, porque foi minha impressão que me fez sonhar acordada sobre uma nova combinação de sabores ou abordagem de um ingrediente. Em segundo lugar, puta merda, as receitas do chef geralmente são uma dor de cabeça! Para fins de restaurante, isso faz muito sentido (cada elemento preparado separadamente antes do serviço para que possa ser montado e cozido na hora), mas cozinhar assim em casa & # 8212 na hora do jantar nem menos, quando todos estão com fome & # 8212 é loucura e um caminho curto para ficar tão exausto que talvez precise de uma semana de comida para viagem para se recuperar.


O que levanta a questão: por que fazer uma versão nova e mais complicada de algo com o qual estávamos felizes para começar? Neste caso, é porque toda vez que eu voltei a um restaurante que o servia, eu me apaixonei novamente por como ele é cheio de nuances. Além disso, agora vejo seu potencial para ser uma refeição completa, tornando-a menos no estilo de um restaurante (precioso e banhado) e mais familiar, de uma forma que todos nós queremos aprofundar em uma noite de segunda a sexta. Na verdade, espero que este seja o seu jantar esta noite.


Cenouras Assadas Temperadas com Abacate e Iogurte

  • Sobre a origem: Como mencionei, esta receita está circulando em restaurantes de renome e de chefs de renome. (Jamie Oliver, que eu acho que já foi um parceiro silencioso no Spotted Pig, também tem uma versão. Além disso, se alguém que segue restaurantes obsessivamente quiser me dizer como isso passou do acampamento Jean-Georges para o Spotted Pig, eu e # 8217m curioso!) Todos concordam com 90% dos ingredientes & # 8212 cenouras, abacate, creme de leite, algo crocante, cominho e frutas cítricas & # 8212, mas ninguém concorda sobre como cozinhar as cenouras e outros detalhes menores. Esta versão: Todas e nenhuma das opções acima você usará iogurte em vez de creme de leite e não haverá segmentação de laranjas na terça à noite. Essa é a regra. Quase tudo vem junto em uma grande bandeja bagunçada de jantar & panelas # 8212 4eva!
  • Finalmente, eu estava ansioso para fazer um riff spring-ier sobre isso com aspargos em vez de cenouras (mas meu marido amante de cenouras discordou). Não pense que aspargos seriam surpreendente com cominho, coentro, tomilho e frutas cítricas? Com os aspargos, tudo irá muito mais rápido, pois você provavelmente os terá bem torrados no intervalo de 15 a 25 minutos, sem necessidade de tampa de alumínio ou água na panela. Faça isso!

Fiz cerca de 2/3 a 3/4 disso em uma bandeja 10 & # 21515, mas você deve usar uma bandeja de meia folha inteira (13 e # 21518) ou duas bandejas de um quarto de folha (9 e # 21513) para o rendimento abaixo .

Para as cenouras
Terminar

Faça sua pasta de especiarias batendo o cominho, coentro, tomilho, sal e pimentas em um almofariz e pilão até grosseiramente moído, usando um moedor de especiarias elétrico (ou seja, um moedor de café que você não imagina que cheira a especiarias) ou um pequeno processador de alimentos para faça o mesmo ou, se usar temperos moídos, apenas combine-os no fundo da tigela grande que você está prestes a usar. No fundo de uma tigela grande, misture os temperos preparados, sal e pimenta, alho, vinagre e 1/4 de xícara de azeite de oliva e bata para misturar. Adicione as cenouras e misture bem.

Espalhe as cenouras, regando com o resto da marinada, em forminhas preparadas e cubra com papel alumínio. Asse por 25 minutos coberto e, em seguida, retire o papel alumínio e asse por mais 35 minutos, até que as cenouras estejam levemente douradas e macias, mas não se desfaçam.

Enquanto isso, misture 2 colheres de sopa de azeite, suco de laranja e limão em um pequeno prato com sal e pimenta. Quando as cenouras estiverem prontas, espalhe o abacate e os brotos e regue com este molho cítrico. Dollop iogurte por cima e polvilhe com as sementes. Aprofunde-se


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazer isso até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. No entanto, em 2011, Jean-Georges Vongerichten publicou um livro de seus pratos caseiros favoritos, incluindo esta salada, que também está no menu do ABC Kitchen e em 2012, April Bloomfield incluiu a receita em seu primeiro livro de receitas e eu & # 8217 pensei que poderia ser bom circular de volta para essas versões mais complexamente temperadas e texturizadas.



Posso desviar por um momento aqui? [Quer dizer, esse é o meu tipo de coisa, não ser capaz de terminar uma frase sem pelo menos uma outra frase tangencialmente relacionada dentro dela.] Ok, então recebo muitas ideias de culinária de restaurantes que vou e escrevo mas não porque quero fazer algo sinistro, como fingir que os inventei primeiro, mas porque quero fazer algo com a impressão que isso causou em mim. É como ir a um museu e admirar as cores suaves de uma pintura e perceber que você quer suavizar a paleta de sua própria obra de arte. Ninguém vai confundi-lo com Monet, assim como ninguém vai me confundir com Beyoncé se eu comprar meia-calça até a coxa e usá-la como calça. (É mais provável que eles, na verdade, me implorem para nunca mais fazer isso.) As pessoas me disseram: & # 8220Por que você não pede ao chef a receita deles? & # 8221 ou & # 8220Mas esta receita é Publicados! Você não deseja fazer a versão deles? & # 8221, mas na verdade eu não & # 8217t por dois motivos. Em primeiro lugar, quero permanecer fiel ao que me lembrei sobre isso, mesmo que possa estar incorreto, porque foi minha impressão que me fez sonhar acordada sobre uma nova combinação de sabores ou abordagem de um ingrediente. Em segundo lugar, puta merda, as receitas do chef geralmente são uma dor de cabeça! Para fins de restaurante, isso faz muito sentido (cada elemento preparado separadamente antes do serviço para que possa ser montado e cozido na hora), mas cozinhar assim em casa & # 8212 na hora do jantar nem menos, quando todos estão com fome & # 8212 é loucura e um caminho curto para ficar tão exausto que talvez precise de uma semana de comida para viagem para se recuperar.


O que levanta a questão: por que fazer uma versão nova e mais complicada de algo com o qual estávamos felizes para começar? Neste caso, é porque toda vez que eu voltei a um restaurante que o servia, eu me apaixonei novamente por como ele é cheio de nuances. Além disso, agora vejo seu potencial para ser uma refeição completa, tornando-a menos estilo restaurante (preciosa e banhada) e mais caseira, de uma forma que todos nós queremos aprofundar em uma noite de dia de semana. Na verdade, espero que este seja o seu jantar esta noite.


Cenouras Assadas Temperadas com Abacate e Iogurte

  • Sobre a origem: Como mencionei, esta receita já circulou em restaurantes de renome e em chefs de renome. (Jamie Oliver, que eu acho que já foi um parceiro silencioso no Spotted Pig, também tem uma versão. Além disso, se alguém que segue restaurantes obsessivamente quiser me dizer como isso passou do acampamento Jean-Georges para o Spotted Pig, eu e # 8217m curioso!) Todos concordam com 90% dos ingredientes & # 8212 cenouras, abacate, creme de leite, algo crocante, cominho e frutas cítricas & # 8212, mas ninguém concorda sobre como cozinhar as cenouras e outros detalhes menores. Esta versão: Todas e nenhuma das opções acima você usará iogurte em vez de creme de leite e não haverá segmentação de laranjas na terça à noite. Essa é uma regra. Quase tudo vem junto em uma grande bandeja bagunçada de jantar & panelas # 8212 4eva!
  • Finalmente, eu estava ansioso para fazer um riff spring-ier sobre isso com aspargos em vez de cenouras (mas meu marido amante de cenouras discordou). Não pense que os aspargos seriam surpreendente com cominho, coentro, tomilho e frutas cítricas? Com os aspargos, tudo irá muito mais rápido, pois você provavelmente os terá bem torrados no intervalo de 15 a 25 minutos, sem necessidade de tampa de alumínio ou água na panela. Faça isso!

Fiz cerca de 2/3 a 3/4 disso em uma bandeja 10 & # 21515, mas você deve usar uma bandeja de meia folha inteira (13 e # 21518) ou duas bandejas de um quarto de folha (9 e # 21513) para o rendimento abaixo .

Para as cenouras
Terminar

Faça sua pasta de especiarias batendo o cominho, coentro, tomilho, sal e pimentas em um almofariz e pilão até ficar grosseiramente moído, usando um moedor de especiarias elétrico (ou seja, um moedor de café que você não imagina que cheira a especiarias) ou um pequeno processador de alimentos para faça o mesmo ou, se usar temperos moídos, apenas combine-os no fundo da tigela grande que você está prestes a usar. No fundo de uma tigela grande, misture os temperos preparados, o sal e a pimenta, o alho, o vinagre e 1/4 de xícara de azeite de oliva e bata para misturar. Adicione as cenouras e misture bem.

Espalhe as cenouras, regando com o resto da marinada, em forminhas preparadas e cubra com papel alumínio. Asse por 25 minutos coberto e, em seguida, retire o papel alumínio e asse por mais 35 minutos, até que as cenouras estejam levemente douradas e macias, mas não se desfaçam.

Enquanto isso, misture 2 colheres de sopa de azeite, suco de laranja e limão em um pequeno prato com sal e pimenta. Quando as cenouras estiverem prontas, espalhe o abacate e os brotos e regue com este molho cítrico. Dollop iogurte por cima e polvilhe com as sementes. Aprofunde-se


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazer isso até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. No entanto, em 2011, Jean-Georges Vongerichten publicou um livro de seus pratos caseiros favoritos, incluindo esta salada, que também está no menu do ABC Kitchen e em 2012, April Bloomfield incluiu a receita em seu primeiro livro de receitas e eu & # 8217 pensei que poderia ser bom circular de volta para essas versões com especiarias e texturas mais complexas.



Posso desviar por um momento aqui? [Quer dizer, esse é o meu tipo de coisa, não ser capaz de terminar uma frase sem pelo menos uma outra frase tangencialmente relacionada dentro dela.] Ok, então recebo muitas ideias de culinária de restaurantes que vou e escrevo mas não porque quero fazer algo sinistro, como fingir que os inventei primeiro, mas porque quero fazer algo com a impressão que isso causou em mim. É como ir a um museu e admirar as cores suaves de uma pintura e perceber que você quer suavizar a paleta de sua própria obra de arte; ninguém vai confundi-lo com Monet, assim como ninguém vai me confundir com Beyoncé se eu comprar meia-calça na altura da coxa e usá-la como calça. (É mais provável que eles, na verdade, me implorem para nunca mais fazer isso.) As pessoas me disseram: & # 8220Por que você não pede ao chef a receita deles? & # 8221 ou & # 8220Mas esta receita é Publicados! Não quer fazer a versão deles? & # 8221, mas na verdade eu não quero por dois motivos. Em primeiro lugar, quero permanecer fiel ao que me lembrei sobre isso, mesmo que possa estar incorreto, porque foi minha impressão que me fez sonhar acordada sobre uma nova combinação de sabores ou abordagem de um ingrediente. Em segundo lugar, puta merda, as receitas do chef geralmente são uma dor de cabeça! Para fins de restaurante, isso faz muito sentido (cada elemento preparado separadamente antes do serviço para que possa ser montado e cozido na hora), mas cozinhar assim em casa & # 8212 na hora do jantar nem menos, quando todos estão com fome & # 8212 é loucura e um caminho curto para ficar tão exausto que talvez precise de uma semana de comida para viagem para se recuperar.


O que levanta a questão: por que fazer uma versão nova e mais complicada de algo com o qual estávamos felizes para começar? Neste caso, é porque toda vez que eu voltei a um restaurante que o servia, eu me apaixonei novamente por como ele é cheio de nuances. Além disso, agora vejo seu potencial para ser uma refeição completa, tornando-a menos no estilo de um restaurante (precioso e banhado) e mais familiar, de uma forma que todos nós queremos aprofundar em uma noite de segunda a sexta. Na verdade, espero que este seja o seu jantar esta noite.


Cenouras Assadas Temperadas com Abacate e Iogurte

  • Sobre a origem: Como mencionei, esta receita está circulando em restaurantes de renome e de chefs de renome. (Jamie Oliver, que eu acho que já foi um parceiro silencioso no Spotted Pig, também tem uma versão. Além disso, se alguém que segue restaurantes obsessivamente quiser me dizer como isso passou do acampamento Jean-Georges para o Spotted Pig, eu e # 8217m curioso!) Todos concordam com 90% dos ingredientes & # 8212 cenouras, abacate, creme de leite, algo crocante, cominho e frutas cítricas & # 8212, mas ninguém concorda sobre como cozinhar as cenouras e outros detalhes menores. Esta versão: Todas e nenhuma das opções acima, você usará iogurte em vez de creme de leite e não haverá segmentação de laranjas na terça à noite. Essa é a regra. Quase tudo vem junto em uma grande bandeja bagunçada de jantar & panelas # 8212 4eva!
  • Finalmente, eu estava ansioso para fazer um riff spring-ier sobre isso com aspargos em vez de cenouras (mas meu marido amante de cenouras discordou). Não pense que os aspargos seriam surpreendente com cominho, coentro, tomilho e frutas cítricas? Com os aspargos, tudo irá muito mais rápido, pois você provavelmente os terá bem torrados no intervalo de 15 a 25 minutos, sem necessidade de tampa de alumínio ou água na panela. Faça isso!

Fiz cerca de 2/3 a 3/4 disso em uma bandeja 10 & # 21515, mas você deve usar uma bandeja de meia folha inteira (13 e # 21518) ou duas bandejas de um quarto de folha (9 e # 21513) para o rendimento abaixo .

Para as cenouras
Terminar

Faça sua pasta de especiarias batendo o cominho, coentro, tomilho, sal e pimentas em um almofariz e pilão até ficar grosseiramente moído, usando um moedor de especiarias elétrico (ou seja, um moedor de café que você não imagina que cheira a especiarias) ou um pequeno processador de alimentos para faça o mesmo ou, se usar temperos moídos, apenas combine-os no fundo da tigela grande que você está prestes a usar. No fundo de uma tigela grande, misture os temperos preparados, o sal e a pimenta, o alho, o vinagre e 1/4 de xícara de azeite de oliva e bata para misturar. Adicione as cenouras e misture bem.

Espalhe as cenouras, regando com o resto da marinada, em forminhas preparadas e cubra bem com papel alumínio. Asse por 25 minutos coberto, em seguida, retire o papel alumínio e asse por mais 35 minutos, até que as cenouras estejam levemente douradas e macias, mas não se desfaçam.

Enquanto isso, misture 2 colheres de sopa de azeite, suco de laranja e limão em um pequeno prato com sal e pimenta. Quando as cenouras estiverem prontas, espalhe o abacate e os brotos e regue com este molho cítrico. Dollop iogurte por cima e polvilhe com as sementes. Aprofunde-se


Cenouras assadas com abacate e iogurte

Eu e esta salada há muito tempo. Em 2007 & # 8212 você sabe, nos dias em que imagino que todas as nossas conversas poderiam ter ido & # 8220O que devemos fazer hoje? & # 8221 & # 8220Oh, eu não sei, qualquer coisa que quisermos. & # 8221 & # 8212 Comi esta salada no então novo Spotted Pig, no West Village, e tentei recriá-la. Não correu bem e porque eu era tão maduro quanto estou agora, tive um acesso de raiva e não voltei a fazer isso até 2009, altura em que fiz um prato de cenoura assada com um pouco de cominho e coloquei por cima com fatias de abacate que haviam sido jogadas com um pouco de limão e todos ficaram felizes. However, in 2011, Jean-Georges Vongerichten published a book of his homecooking favorites including this salad, which is also on the menu at ABC Kitchen and in 2012, April Bloomfield included the recipe in her first cookbook and I’ve thought it might be nice to circle back to these more complexly spiced and textured versions.



Can I veer off for a moment here? [I mean, that’s kind of my thing, not being able to finish a sentence without at least one other tangentially-related sentence inside it.] Okay, so I get a lot of cooking ideas from restaurants I go to and I jot them down but it’s not because I want to do anything sinister like pretend I came up with them first, but because I want to do something with the impression it made on me. It’s like going to a museum and admiring the soft colors in a painting and realizing you want to soften the palette in your own artwork nobody is going to mistake you for Monet any more than anyone is going to mistake me for Beyoncé if I buy thigh-high tights and wear them as pants. (They’re more likely, in fact, beg me to never do this again.) People have said to me, “Why don’t you just ask the chef for their recipe?” or “But this recipe is published! Don’t you want to make their version?” but I actually don’t for two reasons. First, I want to stay true to what I remembered about it, even if it might have been incorrect, because it was my impression that got me daydreaming about a new flavor combination or approach to an ingredient. Second, holy moly, are chef recipes usually a headache! For restaurant purposes, this makes a ton of sense (each element prepared separately before service so it can be assembled and cooked to order) but to cook like this at home — at dinnertime no less, when everyone is hungry — is madness and a short path to being so exhausted you might need a week of takeout to recover.


Which begs the question: why make a new, more complicated version of something we were happy with to begin with? In this case it’s because every time I’ve been back to a restaurant that served it, I’ve fallen again in love with how nuanced it is. Plus, I now see its potential to be a rounded meal by making it less restaurant-style (precious and plated) and more homestyle, in a way we’d all want to dig into on a weekday night. In fact, I hope this is your dinner tonight.


Spiced Roasted Carrots with Avocado and Yogurt

  • On origin: As I mentioned, this recipe has made the rounds at big-name restaurants and from big-name chefs. (Jamie Oliver, who I think was once a silent partner at Spotted Pig, also has a version. Also, if anyone who follows restaurants obsessively wants to tell me how it made the jump from the Jean-Georges to the Spotted Pig camp, I’m curious!) Everyone agrees on 90% of the ingredients — carrots, avocado, sour cream, something crunchy, cumin and citrus — but nobody agrees on how to cook the carrots and other smaller details. This version: Is all and none of the above you’ll use yogurt instead of sour cream and there will be no segmenting of oranges on a Tuesday night. That’s a rule. Almost everything comes together on one big messy tray of dinner — sheet pans 4eva!
  • Finally, I was champing at the bit to make a spring-ier riff on this with asparagus instead of carrots (but my carrot-loving husband begged to differ). Don’t you think asparagus would be surpreendente with cumin, coriander, thyme and citrus? With asparagus, everything will go much faster as you’ll probably have it nicely roasted in the 15 to 25 minute range, no foil lid or water in the pan needed. Faça isso!

I made about a 2/3 to 3/4 size of this on a 10吋 tray but you should use a full half-sheet pan (13后) or two quarter-sheet (9吉) pans for the yield below.

For the carrots
To finish

Make your spice paste by either pounding the cumin, coriander, thyme, salt and peppers in a mortar and pestle until roughly ground, using an electric spice grinder (i.e. a coffee grinder you don’t mind smelling like spices) or small food processor to do the same, or, if using ground spices, just combining them in the bottom of the large bowl you’re about to use. In the bottom of a very large bowl, combine prepared spices, salt and pepper, garlic, vinegar and 1/4 cup olive oil and whisk to blend. Add carrots and toss to coat.

Spread carrots, drizzling with any extra marinade, in prepared pans and cover tightly with foil. Roast for 25 minutes covered then remove the foil and roast for 35 minutes more, until the carrots are lightly browned and tender but not falling apart.

Meanwhile, combine 2 tablespoons olive oil, orange and lemon juices in a small dish with salt and pepper. When carrots are done, scatter with avocado and sprouts then drizzle with this citrus dressing all over. Dollop yogurt over the top and sprinkle with seeds. Aprofunde-se


Roasted carrots with avocado and yogurt

Me and this salad go way back. In 2007 — you know, back in the days when I imagine that all of our conversations might have gone “What should we do today?” “Oh, I don’t know, anything we want.” — I had this salad at the then new-ish Spotted Pig in the West Village and attempted to recreate it. It didn’t go well and because I was as mature then as I am now, I had a tantrum and didn’t get back to it until 2009, at which point I made a roasted carrot dish with a bit of cumin and topped it with avocado slices that had been tossed with some lemon and everyone was happy. However, in 2011, Jean-Georges Vongerichten published a book of his homecooking favorites including this salad, which is also on the menu at ABC Kitchen and in 2012, April Bloomfield included the recipe in her first cookbook and I’ve thought it might be nice to circle back to these more complexly spiced and textured versions.



Can I veer off for a moment here? [I mean, that’s kind of my thing, not being able to finish a sentence without at least one other tangentially-related sentence inside it.] Okay, so I get a lot of cooking ideas from restaurants I go to and I jot them down but it’s not because I want to do anything sinister like pretend I came up with them first, but because I want to do something with the impression it made on me. It’s like going to a museum and admiring the soft colors in a painting and realizing you want to soften the palette in your own artwork nobody is going to mistake you for Monet any more than anyone is going to mistake me for Beyoncé if I buy thigh-high tights and wear them as pants. (They’re more likely, in fact, beg me to never do this again.) People have said to me, “Why don’t you just ask the chef for their recipe?” or “But this recipe is published! Don’t you want to make their version?” but I actually don’t for two reasons. First, I want to stay true to what I remembered about it, even if it might have been incorrect, because it was my impression that got me daydreaming about a new flavor combination or approach to an ingredient. Second, holy moly, are chef recipes usually a headache! For restaurant purposes, this makes a ton of sense (each element prepared separately before service so it can be assembled and cooked to order) but to cook like this at home — at dinnertime no less, when everyone is hungry — is madness and a short path to being so exhausted you might need a week of takeout to recover.


Which begs the question: why make a new, more complicated version of something we were happy with to begin with? In this case it’s because every time I’ve been back to a restaurant that served it, I’ve fallen again in love with how nuanced it is. Plus, I now see its potential to be a rounded meal by making it less restaurant-style (precious and plated) and more homestyle, in a way we’d all want to dig into on a weekday night. In fact, I hope this is your dinner tonight.


Spiced Roasted Carrots with Avocado and Yogurt

  • On origin: As I mentioned, this recipe has made the rounds at big-name restaurants and from big-name chefs. (Jamie Oliver, who I think was once a silent partner at Spotted Pig, also has a version. Also, if anyone who follows restaurants obsessively wants to tell me how it made the jump from the Jean-Georges to the Spotted Pig camp, I’m curious!) Everyone agrees on 90% of the ingredients — carrots, avocado, sour cream, something crunchy, cumin and citrus — but nobody agrees on how to cook the carrots and other smaller details. This version: Is all and none of the above you’ll use yogurt instead of sour cream and there will be no segmenting of oranges on a Tuesday night. That’s a rule. Almost everything comes together on one big messy tray of dinner — sheet pans 4eva!
  • Finally, I was champing at the bit to make a spring-ier riff on this with asparagus instead of carrots (but my carrot-loving husband begged to differ). Don’t you think asparagus would be surpreendente with cumin, coriander, thyme and citrus? With asparagus, everything will go much faster as you’ll probably have it nicely roasted in the 15 to 25 minute range, no foil lid or water in the pan needed. Faça isso!

I made about a 2/3 to 3/4 size of this on a 10吋 tray but you should use a full half-sheet pan (13后) or two quarter-sheet (9吉) pans for the yield below.

For the carrots
To finish

Make your spice paste by either pounding the cumin, coriander, thyme, salt and peppers in a mortar and pestle until roughly ground, using an electric spice grinder (i.e. a coffee grinder you don’t mind smelling like spices) or small food processor to do the same, or, if using ground spices, just combining them in the bottom of the large bowl you’re about to use. In the bottom of a very large bowl, combine prepared spices, salt and pepper, garlic, vinegar and 1/4 cup olive oil and whisk to blend. Add carrots and toss to coat.

Spread carrots, drizzling with any extra marinade, in prepared pans and cover tightly with foil. Roast for 25 minutes covered then remove the foil and roast for 35 minutes more, until the carrots are lightly browned and tender but not falling apart.

Meanwhile, combine 2 tablespoons olive oil, orange and lemon juices in a small dish with salt and pepper. When carrots are done, scatter with avocado and sprouts then drizzle with this citrus dressing all over. Dollop yogurt over the top and sprinkle with seeds. Aprofunde-se


Roasted carrots with avocado and yogurt

Me and this salad go way back. In 2007 — you know, back in the days when I imagine that all of our conversations might have gone “What should we do today?” “Oh, I don’t know, anything we want.” — I had this salad at the then new-ish Spotted Pig in the West Village and attempted to recreate it. It didn’t go well and because I was as mature then as I am now, I had a tantrum and didn’t get back to it until 2009, at which point I made a roasted carrot dish with a bit of cumin and topped it with avocado slices that had been tossed with some lemon and everyone was happy. However, in 2011, Jean-Georges Vongerichten published a book of his homecooking favorites including this salad, which is also on the menu at ABC Kitchen and in 2012, April Bloomfield included the recipe in her first cookbook and I’ve thought it might be nice to circle back to these more complexly spiced and textured versions.



Can I veer off for a moment here? [I mean, that’s kind of my thing, not being able to finish a sentence without at least one other tangentially-related sentence inside it.] Okay, so I get a lot of cooking ideas from restaurants I go to and I jot them down but it’s not because I want to do anything sinister like pretend I came up with them first, but because I want to do something with the impression it made on me. It’s like going to a museum and admiring the soft colors in a painting and realizing you want to soften the palette in your own artwork nobody is going to mistake you for Monet any more than anyone is going to mistake me for Beyoncé if I buy thigh-high tights and wear them as pants. (They’re more likely, in fact, beg me to never do this again.) People have said to me, “Why don’t you just ask the chef for their recipe?” or “But this recipe is published! Don’t you want to make their version?” but I actually don’t for two reasons. First, I want to stay true to what I remembered about it, even if it might have been incorrect, because it was my impression that got me daydreaming about a new flavor combination or approach to an ingredient. Second, holy moly, are chef recipes usually a headache! For restaurant purposes, this makes a ton of sense (each element prepared separately before service so it can be assembled and cooked to order) but to cook like this at home — at dinnertime no less, when everyone is hungry — is madness and a short path to being so exhausted you might need a week of takeout to recover.


Which begs the question: why make a new, more complicated version of something we were happy with to begin with? In this case it’s because every time I’ve been back to a restaurant that served it, I’ve fallen again in love with how nuanced it is. Plus, I now see its potential to be a rounded meal by making it less restaurant-style (precious and plated) and more homestyle, in a way we’d all want to dig into on a weekday night. In fact, I hope this is your dinner tonight.


Spiced Roasted Carrots with Avocado and Yogurt

  • On origin: As I mentioned, this recipe has made the rounds at big-name restaurants and from big-name chefs. (Jamie Oliver, who I think was once a silent partner at Spotted Pig, also has a version. Also, if anyone who follows restaurants obsessively wants to tell me how it made the jump from the Jean-Georges to the Spotted Pig camp, I’m curious!) Everyone agrees on 90% of the ingredients — carrots, avocado, sour cream, something crunchy, cumin and citrus — but nobody agrees on how to cook the carrots and other smaller details. This version: Is all and none of the above you’ll use yogurt instead of sour cream and there will be no segmenting of oranges on a Tuesday night. That’s a rule. Almost everything comes together on one big messy tray of dinner — sheet pans 4eva!
  • Finally, I was champing at the bit to make a spring-ier riff on this with asparagus instead of carrots (but my carrot-loving husband begged to differ). Don’t you think asparagus would be surpreendente with cumin, coriander, thyme and citrus? With asparagus, everything will go much faster as you’ll probably have it nicely roasted in the 15 to 25 minute range, no foil lid or water in the pan needed. Faça isso!

I made about a 2/3 to 3/4 size of this on a 10吋 tray but you should use a full half-sheet pan (13后) or two quarter-sheet (9吉) pans for the yield below.

For the carrots
To finish

Make your spice paste by either pounding the cumin, coriander, thyme, salt and peppers in a mortar and pestle until roughly ground, using an electric spice grinder (i.e. a coffee grinder you don’t mind smelling like spices) or small food processor to do the same, or, if using ground spices, just combining them in the bottom of the large bowl you’re about to use. In the bottom of a very large bowl, combine prepared spices, salt and pepper, garlic, vinegar and 1/4 cup olive oil and whisk to blend. Add carrots and toss to coat.

Spread carrots, drizzling with any extra marinade, in prepared pans and cover tightly with foil. Roast for 25 minutes covered then remove the foil and roast for 35 minutes more, until the carrots are lightly browned and tender but not falling apart.

Meanwhile, combine 2 tablespoons olive oil, orange and lemon juices in a small dish with salt and pepper. When carrots are done, scatter with avocado and sprouts then drizzle with this citrus dressing all over. Dollop yogurt over the top and sprinkle with seeds. Aprofunde-se


Roasted carrots with avocado and yogurt

Me and this salad go way back. In 2007 — you know, back in the days when I imagine that all of our conversations might have gone “What should we do today?” “Oh, I don’t know, anything we want.” — I had this salad at the then new-ish Spotted Pig in the West Village and attempted to recreate it. It didn’t go well and because I was as mature then as I am now, I had a tantrum and didn’t get back to it until 2009, at which point I made a roasted carrot dish with a bit of cumin and topped it with avocado slices that had been tossed with some lemon and everyone was happy. However, in 2011, Jean-Georges Vongerichten published a book of his homecooking favorites including this salad, which is also on the menu at ABC Kitchen and in 2012, April Bloomfield included the recipe in her first cookbook and I’ve thought it might be nice to circle back to these more complexly spiced and textured versions.



Can I veer off for a moment here? [I mean, that’s kind of my thing, not being able to finish a sentence without at least one other tangentially-related sentence inside it.] Okay, so I get a lot of cooking ideas from restaurants I go to and I jot them down but it’s not because I want to do anything sinister like pretend I came up with them first, but because I want to do something with the impression it made on me. It’s like going to a museum and admiring the soft colors in a painting and realizing you want to soften the palette in your own artwork nobody is going to mistake you for Monet any more than anyone is going to mistake me for Beyoncé if I buy thigh-high tights and wear them as pants. (They’re more likely, in fact, beg me to never do this again.) People have said to me, “Why don’t you just ask the chef for their recipe?” or “But this recipe is published! Don’t you want to make their version?” but I actually don’t for two reasons. First, I want to stay true to what I remembered about it, even if it might have been incorrect, because it was my impression that got me daydreaming about a new flavor combination or approach to an ingredient. Second, holy moly, are chef recipes usually a headache! For restaurant purposes, this makes a ton of sense (each element prepared separately before service so it can be assembled and cooked to order) but to cook like this at home — at dinnertime no less, when everyone is hungry — is madness and a short path to being so exhausted you might need a week of takeout to recover.


Which begs the question: why make a new, more complicated version of something we were happy with to begin with? In this case it’s because every time I’ve been back to a restaurant that served it, I’ve fallen again in love with how nuanced it is. Plus, I now see its potential to be a rounded meal by making it less restaurant-style (precious and plated) and more homestyle, in a way we’d all want to dig into on a weekday night. In fact, I hope this is your dinner tonight.


Spiced Roasted Carrots with Avocado and Yogurt

  • On origin: As I mentioned, this recipe has made the rounds at big-name restaurants and from big-name chefs. (Jamie Oliver, who I think was once a silent partner at Spotted Pig, also has a version. Also, if anyone who follows restaurants obsessively wants to tell me how it made the jump from the Jean-Georges to the Spotted Pig camp, I’m curious!) Everyone agrees on 90% of the ingredients — carrots, avocado, sour cream, something crunchy, cumin and citrus — but nobody agrees on how to cook the carrots and other smaller details. This version: Is all and none of the above you’ll use yogurt instead of sour cream and there will be no segmenting of oranges on a Tuesday night. That’s a rule. Almost everything comes together on one big messy tray of dinner — sheet pans 4eva!
  • Finally, I was champing at the bit to make a spring-ier riff on this with asparagus instead of carrots (but my carrot-loving husband begged to differ). Don’t you think asparagus would be surpreendente with cumin, coriander, thyme and citrus? With asparagus, everything will go much faster as you’ll probably have it nicely roasted in the 15 to 25 minute range, no foil lid or water in the pan needed. Faça isso!

I made about a 2/3 to 3/4 size of this on a 10吋 tray but you should use a full half-sheet pan (13后) or two quarter-sheet (9吉) pans for the yield below.

For the carrots
To finish

Make your spice paste by either pounding the cumin, coriander, thyme, salt and peppers in a mortar and pestle until roughly ground, using an electric spice grinder (i.e. a coffee grinder you don’t mind smelling like spices) or small food processor to do the same, or, if using ground spices, just combining them in the bottom of the large bowl you’re about to use. In the bottom of a very large bowl, combine prepared spices, salt and pepper, garlic, vinegar and 1/4 cup olive oil and whisk to blend. Add carrots and toss to coat.

Spread carrots, drizzling with any extra marinade, in prepared pans and cover tightly with foil. Roast for 25 minutes covered then remove the foil and roast for 35 minutes more, until the carrots are lightly browned and tender but not falling apart.

Meanwhile, combine 2 tablespoons olive oil, orange and lemon juices in a small dish with salt and pepper. When carrots are done, scatter with avocado and sprouts then drizzle with this citrus dressing all over. Dollop yogurt over the top and sprinkle with seeds. Aprofunde-se


Roasted carrots with avocado and yogurt

Me and this salad go way back. In 2007 — you know, back in the days when I imagine that all of our conversations might have gone “What should we do today?” “Oh, I don’t know, anything we want.” — I had this salad at the then new-ish Spotted Pig in the West Village and attempted to recreate it. It didn’t go well and because I was as mature then as I am now, I had a tantrum and didn’t get back to it until 2009, at which point I made a roasted carrot dish with a bit of cumin and topped it with avocado slices that had been tossed with some lemon and everyone was happy. However, in 2011, Jean-Georges Vongerichten published a book of his homecooking favorites including this salad, which is also on the menu at ABC Kitchen and in 2012, April Bloomfield included the recipe in her first cookbook and I’ve thought it might be nice to circle back to these more complexly spiced and textured versions.



Can I veer off for a moment here? [I mean, that’s kind of my thing, not being able to finish a sentence without at least one other tangentially-related sentence inside it.] Okay, so I get a lot of cooking ideas from restaurants I go to and I jot them down but it’s not because I want to do anything sinister like pretend I came up with them first, but because I want to do something with the impression it made on me. It’s like going to a museum and admiring the soft colors in a painting and realizing you want to soften the palette in your own artwork nobody is going to mistake you for Monet any more than anyone is going to mistake me for Beyoncé if I buy thigh-high tights and wear them as pants. (They’re more likely, in fact, beg me to never do this again.) People have said to me, “Why don’t you just ask the chef for their recipe?” or “But this recipe is published! Don’t you want to make their version?” but I actually don’t for two reasons. First, I want to stay true to what I remembered about it, even if it might have been incorrect, because it was my impression that got me daydreaming about a new flavor combination or approach to an ingredient. Second, holy moly, are chef recipes usually a headache! For restaurant purposes, this makes a ton of sense (each element prepared separately before service so it can be assembled and cooked to order) but to cook like this at home — at dinnertime no less, when everyone is hungry — is madness and a short path to being so exhausted you might need a week of takeout to recover.


Which begs the question: why make a new, more complicated version of something we were happy with to begin with? In this case it’s because every time I’ve been back to a restaurant that served it, I’ve fallen again in love with how nuanced it is. Plus, I now see its potential to be a rounded meal by making it less restaurant-style (precious and plated) and more homestyle, in a way we’d all want to dig into on a weekday night. In fact, I hope this is your dinner tonight.


Spiced Roasted Carrots with Avocado and Yogurt

  • On origin: As I mentioned, this recipe has made the rounds at big-name restaurants and from big-name chefs. (Jamie Oliver, who I think was once a silent partner at Spotted Pig, also has a version. Also, if anyone who follows restaurants obsessively wants to tell me how it made the jump from the Jean-Georges to the Spotted Pig camp, I’m curious!) Everyone agrees on 90% of the ingredients — carrots, avocado, sour cream, something crunchy, cumin and citrus — but nobody agrees on how to cook the carrots and other smaller details. This version: Is all and none of the above you’ll use yogurt instead of sour cream and there will be no segmenting of oranges on a Tuesday night. That’s a rule. Almost everything comes together on one big messy tray of dinner — sheet pans 4eva!
  • Finally, I was champing at the bit to make a spring-ier riff on this with asparagus instead of carrots (but my carrot-loving husband begged to differ). Don’t you think asparagus would be surpreendente with cumin, coriander, thyme and citrus? With asparagus, everything will go much faster as you’ll probably have it nicely roasted in the 15 to 25 minute range, no foil lid or water in the pan needed. Faça isso!

I made about a 2/3 to 3/4 size of this on a 10吋 tray but you should use a full half-sheet pan (13后) or two quarter-sheet (9吉) pans for the yield below.

For the carrots
To finish

Make your spice paste by either pounding the cumin, coriander, thyme, salt and peppers in a mortar and pestle until roughly ground, using an electric spice grinder (i.e. a coffee grinder you don’t mind smelling like spices) or small food processor to do the same, or, if using ground spices, just combining them in the bottom of the large bowl you’re about to use. In the bottom of a very large bowl, combine prepared spices, salt and pepper, garlic, vinegar and 1/4 cup olive oil and whisk to blend. Add carrots and toss to coat.

Spread carrots, drizzling with any extra marinade, in prepared pans and cover tightly with foil. Roast for 25 minutes covered then remove the foil and roast for 35 minutes more, until the carrots are lightly browned and tender but not falling apart.

Meanwhile, combine 2 tablespoons olive oil, orange and lemon juices in a small dish with salt and pepper. When carrots are done, scatter with avocado and sprouts then drizzle with this citrus dressing all over. Dollop yogurt over the top and sprinkle with seeds. Aprofunde-se


Assista o vídeo: 18 de maio de 2016 (Outubro 2021).