Novas receitas

O que fazer e o que não fazer para cultivar um jardim comestível de sucesso

O que fazer e o que não fazer para cultivar um jardim comestível de sucesso

Se você tem um quintal ou uma pequena janela, você pode cozinhar em seu próprio jardim neste verão

Coma como um rei neste verão, cultivando seu próprio jardim.

Conforme você percorre o corredor do supermercado, você identifica seus mantimentos regulares semanais de que precisa para preparar seus pratos de verão exclusivos. Mas não seria bom se você não precisava ir até a loja para pelo menos alguns desses ingredientes? Não importa se você tem um quintal extenso ou um pequeno pedaço de concreto. De qualquer maneira, você pode cultivar um jardim que possa alimentá-lo durante todo o verão. Craig Jenkins Sutton, coproprietário e presidente da Topiarius, nos deu algumas coisas que você deve e não deve seguir ao planejar e plantar seu próprio jardim:

Fazer avaliar e construir o solo: Você pode comprar kits de teste de solo em qualquer centro de jardinagem. Se você é um jardineiro urbano, o solo pode conter contaminantes, então pode ser necessário construir canteiros elevados e trazer solos orgânicos.

Fazer pesquise os melhores produtos para controle de pragas e fertilizantes: para ajudar a reduzir as ervas daninhas, uma camada de cobertura morta de uma a duas polegadas de espessura sobre o solo cria uma barreira que pode impedir o crescimento fácil das ervas daninhas.

Não regue suas plantas com um aspersor: regar suas plantas com um aspersor não é uma boa maneira de medir a quantidade de água que estão recebendo.

Não tenha medo de plantar flores: plantar algumas flores é realmente uma coisa inteligente a se fazer. Essas plantas podem atrair insetos benéficos e tornar seu jardim um pouco mais bonito.

Não esqueça de girar suas plantas a cada ano: a doença pode se acumular e destruir suas plantas assim que forem plantadas, então lembre-se de girar sua localização.


18 contas inspiradoras de jardinagem no Instagram que você precisa conferir

Há pouco mais de uma década, Catherine Winter abandonou a vida como diretora de arte no centro de Toronto e fugiu para uma cabana nas montanhas Laurentian de Quebec. Ela mergulhou na botânica, permacultura e fitoterapia, e agora cuida de uma próspera floresta de alimentos e horta em sua propriedade. Além de escrever sobre plantas para vários sites e publicações, Cate coordena iniciativas de jardinagem comestível / medicinal em comunidades carentes na América do Norte e no Reino Unido.

O Instagram é uma fonte de ideias fabulosas. Claro, você pode ter que percorrer um monte de memes de gatos e rotinas de dança TikTok, mas existem algumas joias absolutas que podem ser encontradas lá também! Isso é especialmente verdadeiro para contas inspiradoras de jardinagem no Instagram.

Aqui estão 18 dos mais incríveis que encontramos até agora.

Esteja você procurando por hortas urbanas, homesteading, autossuficiência ou simplesmente beleza, você com certeza encontrará algo espetacular aqui.

1. O quintal autossuficiente

Atenção, homesteaders! Esta é uma das contas de jardinagem do Instagram mais inspiradoras que eu encontrei até agora. Johanna e Ron, no quintal autossuficiente, vivem em sua propriedade rural totalmente autossuficiente há mais de 40 anos.

Você está interessado em aprender a cultivar uma mini-fazenda? Criar galinhas? Preserve sua própria comida? Eles oferecem informações e conselhos sobre tudo e qualquer coisa relacionada à apropriação original e autossuficiência.

2. Indy Officinalis

Se você for um agricultor urbano e não seguir a divina Indy Officinalis, altere isso imediatamente! Ela está sediada em L.A., onde dirige uma fazenda urbana liderada por negros que é acessível a todos os BIPOC.

Ela ensina as pessoas a cultivar suas próprias plantas comestíveis e medicinais e também ministra oficinas de coleta de alimentos.

O feed de Indy & # 8217s está repleto de fotos inspiradoras de jardinagem e coleta de alimentos. Ela também oferece ótimas receitas de como usar as plantas que cultiva.

3. The Backyard Farm Company

A Backyard Farm Company, com sede no norte da Califórnia, ensina as pessoas a cultivar seus próprios alimentos. Eles são um coletivo de paisagistas e agricultores que oferecem conselhos úteis sobre como transformar qualquer quintal em uma fazenda funcional.

Siga o relato deles para obter fotos inspiradoras, dicas excelentes e uma comunidade crescente de agricultores independentes.

4. A Conspiração Verde

Você ama jardins no telhado? Então dê uma olhada no pessoal do The Green Conspiracy.

A dupla alemã tem uma mini-fazenda crescendo no topo de seu prédio. Todos os alimentos são cultivados em recipientes, e eles oferecem fotos atraentes (e conselhos brilhantes) sobre o cultivo em um ambiente urbano.

Além de serem fazendeiros ávidos no centro da cidade, eles também criaram um dos melhores periódicos de jardinagem do mercado. Ele permite que você registre tudo o que plantou para que possa rastrear sucessos e desafios.

5. Krautkopf

Se você está procurando mais contas de jardinagem no Instagram com base na Europa, Krautkopf é outra com sede na Alemanha.

Os fundadores, Susann e Yannic, transformaram suas terras em uma abundante mini-fazenda. Eles cultivam todos os tipos de vegetais e mostram às pessoas como podem fazer a mesma coisa.

Aqueles que amam lindas fotografias vão adorar essa conta. Não apenas esses dois fazendeiros brilhantes, mas eles também são fotógrafos e estilistas de alimentos. Como resultado, tudo o que eles postam parece poesia absoluta.

6. Jardins comestíveis da casa de pinheiros

O Pine House Edible Gardens prova que o paisagismo comestível pode ser bonito e delicioso. O fundador Leslie Bennett é um paisagista e escritor baseado em Oakland, CA. Ela e sua equipe projetam e instalam paisagens comestíveis para uma variedade de clientes.

Leslie não se limita a criar jardins comestíveis estéticos e abundantes e espaços exteriores produtivos. Ela também é coautora de The Beautiful Edible Garden, publicado pela Ten Speed ​​Press em 2013.

7. As Oliveiras e a Lua

Cat e Same são a curadora de uma das contas mais bonitas do Instagram. As Oliveiras e a Lua refletem a beleza inacreditável da vida na Península Ibérica. Eles compartilham imagens de sua administração da terra, construção natural e métodos de cultivo, bem como suas aventuras diárias.

Confira sua impressionante herdade e todas as maneiras como trabalham com suas terras. Eles exibem plantas comestíveis, fitoterapia, fiação, tecelagem, tricô e muito mais.

8. Sementes de Baker Creek

A conta do Instagram Baker Creek Seeds & # 8216, com sede em Missouri, é incrivelmente bonita. Eles exibem imagens de suas extensas fazendas para que você possa ver as milhares de espécies que cultivam. Suas sementes são relíquias raras e incomuns, um tesouro absoluto para qualquer banco de sementes da comunidade.

Verifique se você está procurando novas variedades excelentes para cultivar em seus próprios jardins.

9. Humanos que cultivam alimentos

Se você está procurando se conectar com outros jardineiros, siga definitivamente Humans Who Grow Food. Eles têm mais de 260 mil seguidores por um bom motivo: eles mostram pessoas de todo o mundo que estão cultivando seus próprios alimentos.

Ver jardineiros bem-sucedidos de literalmente todos os países do planeta é extremamente inspirador. Isso mostra que você pode cultivar seus próprios alimentos e remédios, não importa onde esteja!

O melhor de tudo é que você pode se conectar com outras pessoas em sua área para compartilhar histórias (e talvez plantas também).

10. Cresça onde você está

Este coletivo agrícola sediado na Geórgia é uma das contas inspiradoras de jardinagem mais populares no Instagram atualmente.

Grow Where You Are não apenas inspira e ensina as pessoas a cultivar alimentos, mas também incentiva uma economia sustentável baseada na comunidade.

Eles oferecem treinamento vegano em acroecologia e workshops de habilidades para a vida para ajudar os moradores urbanos a cultivar um senso mais forte de administração. Além disso, eles fazem parceria com indivíduos e instituições para criar fazendas e pomares de frutas, especialmente em áreas onde o acesso a alimentos naturais pode ser um desafio.

11. Boa sujeira

Jardins saudáveis ​​começam no nível do solo, o que a Good Dirt tem o prazer de promover. Eles apresentam fotos impressionantes de todos os tipos de plantas exuberantes e dicas sobre como cultivar o solo mais saudável possível. Eles também interagem muito bem com seus seguidores para responder a perguntas e sugerir alterações.

Você está cultivando plantas comestíveis? Ervas medicinais? Suculentos? Árvores? Não importa o que você esteja cultivando, eles podem ajudá-lo a cultivar as versões mais saudáveis ​​que se possa imaginar.

12. Sementes Estritamente Medicinais

Herbalists e amantes da medicina natural, confira Strictly Medicinal Seeds! Eles compartilham imagens maravilhosas das plantas medicinais que cultivam. A empresa também oferece sementes e plantas medicinais para compra.

Se você estiver interessado em cultivar suas próprias plantas medicinais, este é definitivamente um relato a seguir. Você não apenas será capaz de desmaiar com as imagens lindas - você também aprenderá uma tonelada de dicas úteis de cura.

13. As verdadeiras galinhas do condado de Orange

The Real Hens of Orange County é um must-see para qualquer pessoa interessada em criar galinhas. A autora, Anne Kuo, mora em Orange County, Califórnia, mas as informações que ela compartilha podem ser adaptadas para a criação de galinhas em qualquer lugar.

Aqui, você encontrará dicas sobre raças, alojamento seguro, nutrição, segurança e muito mais. Visto que Anne também cultiva uma fazenda próspera, você também encontrará dicas de jardinagem aqui, bem como receitas de conservas e muito mais.

14. The Seasonal Homestead

Becky Porter e sua família administram uma fazenda completa em Arkansas. Ela mostra o que eles cultivam mês a mês em sua propriedade da zona 6b, com imagens impressionantes e conselhos úteis. Sua despensa fria no porão é absolutamente digna de babar, e sua vida saudável e familiar irá inspirar qualquer pessoa.

No feed de Homestead sazonal, você verá as tarefas do jardim e colherá mês a mês.

Isso pode ajudá-lo a estabelecer seu próprio calendário de trabalho sazonal para saber quando plantar, colher, preservar e aproveitar os frutos de seu trabalho.

15. Remendo Vegetal Urbano

Muitas contas de jardinagem no Instagram são baseadas nos EUA e na Europa. Portanto, é um prazer descobrir este relato, que vem da costa de NSW, na Austrália.

Os jardineiros do hemisfério sul podem festejar seus olhos com esta conta & # 8217s generosidade no quintal, enquanto os agricultores do norte podem ter ideias para a próxima temporada.

É maravilhoso ver fazendas de quintal em todo o mundo, em todas as zonas de cultivo. Urban Veggie Patch também apresenta plantas que são cultivadas apenas na Austrália e na Tasmânia. Como resultado, os jardineiros dessa localidade podem ter ideias sobre o que vai prosperar em seus próprios quintais.

16. Hovelsrud gård på Helgøya

Se você adora jardins que são tão bonitos quanto produtivos, você vai adorar este relato da Noruega. Além de seus jardins serem dispostos em belos padrões geométricos, eles também têm árvores frutíferas em espaldeira ao longo das laterais de seus edifícios!

Jardineiros em locais mais frios apreciarão a generosidade que podem cultivar na Escandinávia. O Hovelsrud gård på Helgøya oferece dicas sobre plantas resistentes ao frio e também compartilha receitas tradicionais.

(E sim, suas postagens são principalmente em inglês.)

17. Cultive o mundo

Embora Farm the World seja uma conta relativamente nova, este coletivo de jardinagem está ganhando força como um recurso educacional. A equipe está sediada no Canadá, mas conta com escritores contribuintes de todo o mundo.

Eles publicam dicas para o cultivo de alimentos e medicamentos em qualquer clima e qualquer espaço, bem como resolução de problemas com pragas, patógenos e muito mais.

Cada membro da equipe tem diferentes conjuntos de habilidades e compartilham seus conhecimentos sobre tudo, desde práticas de permacultura a fabricação de medicamentos fitoterápicos e preservação de alimentos. Eles também compartilham receitas de suas próprias hortas e agora oferecem consultas online de planejamento de jardins.

18. A Rainha do Jardim

Existem tantas contas inspiradoras comestíveis e medicinais no Instagram aqui, mas não vamos esquecer também a jardinagem decorativa!

Natea do The Garden Queen oferece todos os tipos de conselhos maravilhosos e dicas úteis sobre paisagismo decorativo. Ela é especialista em jardinagem decorativa, perfeita para pátios, varandas e pequenos quintais.

Se você deseja embelezar seu espaço com flores espetaculares, não deixe de conferir o feed dela.

Como você pode ver, existem tantas contas por aí para explorar! E cada um o levará a uma linda toca de coelho (espero que sem coelhos de verdade) que o levará a ainda mais beleza de jardinagem.

Com sorte, você encontrará nesta lista relatos inspiradores e incríveis que falam ao seu coração e alma. Se você fizer isso, certifique-se de compartilhar o amor com outras pessoas também.


Semeadura ao ar livre: alternativas para começar sementes dentro de casa

Meu monstro de ciúme de olhos verdes espiou para mim esta semana. Ao navegar no Facebook, vi muitas mudas de outros jardineiros. Eu quero mudas, mas não posso plantar sementes dentro de casa. Para alguns, a luz do sol ou o espaço são problemas. Para mim, o problema é o nível de umidade. Após a exposição ao mofo em 2008, tenho uma baixa tolerância a mofo e bolor, e o aumento da umidade das mudas de interior traz de volta os velhos sintomas. Eu realmente não quero comprar tomates, pimentas, berinjela e outras plantas, e não quero esperar até depois da última data de geada antes de plantar as sementes. Felizmente, existem outras alternativas. Algumas dessas opções permitem o plantio direto no solo, enquanto outras são voltadas para o plantio em vasos para transplantar posteriormente.

Divulgação: esta postagem contém links afiliados. Se você fizer uma compra por meio de um link, poderei receber uma compensação sem nenhum custo extra para você. Veja minhas políticas para minhas informações.

Os anuários da primavera e do verão costumam começar dentro de casa ou porque a geada ainda é esperada ou porque o solo ainda não aqueceu o suficiente para as sementes germinarem. Se a semeadura interna não for uma opção, tente uma destas alternativas.

Semeadura de inverno

A semeadura de inverno é meu conceito favorito para plantar sementes ao ar livre e, um dia, farei isso na maior parte do meu jardim. As sementes que resistiram ao inverno parecem produzir plantas mais resistentes do que as que plantei na primavera. Basicamente, você planta as sementes em recipientes transparentes (como garrafas de 2 litros), rega bem e coloca do lado de fora. Então você pode esquecê-los até a primavera. Quando a temperatura está certa, eles brotam por conta própria. Para uma descrição mais aprofundada, Get Busy Gardening tem um guia passo a passo para a semeadura de inverno.

Minha mini estufa de vidro duplo com uma garrafa de creme de café e uma garrafa de água. É útil para o plantio de plantas anuais de verão algumas semanas antes da última geada esperada.

Mini estufas

Uma mini estufa é uma garrafa transparente colocada sobre uma semente. Corte o fundo do frasco e empurre-o com cuidado no solo ao redor da semente semeada. Ele precisa estar pelo menos uma polegada no solo para que não seja soprado para longe. Verifique a garrafa diariamente caso precise molhar a terra, e retire a garrafa se as folhas começarem a tocar nas laterais. Entre o calor e a umidade, as folhas podem queimar se tocarem nas laterais da garrafa. Para os anuais de verão, eu planto com mini estufas algumas semanas antes da última geada esperada. Geadas e ventos frios ainda são esperados na minha região, então isolei duplamente as sementes com uma garrafa de água e uma garrafa de creme de café. Se ficar abaixo de 30, posso cobrir com um balde de 5 galões.

Eu costumava ter acesso à estufa do meu vizinho & # 8217s, até que veio um tornado no ano passado.

Estufa

Uma estufa é uma ótima escolha se houver espaço ao ar livre. Pode ser uma estrutura permanente com uma unidade de aquecimento, ou pode ser uma simples montagem de paletes embrulhados em plástico transparente.

Minha moldura fria temporária de tijolos e um pedaço de vidro de uma janela

Cold Frame

As molduras frias são normalmente caixas com tampas transparentes com dobradiças inclinadas para máxima exposição à luz solar. Uma altura comum é de 30 centímetros na frente e 18 centímetros na parte de trás. Como as estufas, podem ser estruturas permanentes ou aparelhadas com algo como tijolos e uma janela. Minha moldura fria só será usada por algumas semanas, então apenas coloquei a vidraça por cima, em vez de me preocupar com uma tampa articulada. Se as formigas são uma praga em sua área, é importante notar que elas são atraídas pelo calor e pela proteção de estruturas frias. Você pode encontrar uma infestação após uma tempestade ou frente fria.

Túnel Baixo ou Túnel Alto

Para túneis, tubos de metal ou PVC são dobrados em arco sobre o canteiro do jardim e cobertos com tecido ou plástico transparente. Um túnel baixo tem geralmente de 2-4 pés de altura. Um túnel alto é basicamente uma versão mais alta de um túnel baixo, então você pode caminhar por ele. Mother of a Hubbard tem uma comparação interessante com 10 razões pelas quais túneis baixos são melhores do que quadros frios.

Interior exterior

Se o tempo diurno estiver quente o suficiente, mas as noites forem muito frias, você pode plantar mudas em vasos ao ar livre e trazê-las para dentro à noite. Ajuda ter um carrinho que as mudas possam ficar por algumas semanas. Para estimular a germinação, retendo o calor e a umidade, coloque os potes em sacos Ziploc ou outros recipientes transparentes. Mas abra-os ligeiramente para ventilá-los caso o calor ou a umidade se acumulem muito.

Aqueça o solo

As safras de verão que adoram o calor não germinam (ou terão germinação retardada) se o solo estiver muito frio. Canteiros elevados serão mais quentes do que trincheiras, então plante as primeiras sementes mais altas & # 8212 em canteiros ou em pequenos montes de solo. Além disso, embora o mulch seja ótimo para regular a temperatura do solo durante climas extremamente quentes ou frios, as camadas de mulch impedem que o solo aqueça rapidamente na primavera. Puxe a cobertura morta pelo menos alguns dias antes de planejar o plantio. Por último, você pode aquecer o solo cobrindo-o com plástico transparente ou tecido preto alguns dias antes do plantio. Se você vai plantar apenas algumas sementes, pode colocar um pote de plástico preto de cabeça para baixo sobre o local, em vez de uma folha de plástico. Cobrir o solo com plástico, tecido ou vasos invertidos funciona melhor em dias de sol.

Todas essas pontas, com exceção de um túnel baixo coberto de tecido ou cobrindo o solo para aquecê-lo, precisarão ser ventiladas conforme o clima esquenta, normalmente em dias de sol e acima de 40F. Caso contrário, você corre o risco de cozinhar suas mudas depois que brotam. Ventilar pode significar manter uma porta aberta, puxar um lado do plástico ou retirar a tampa de uma mini garrafa de estufa.

A cada opção (além do aquecimento do solo), as mudas precisarão ser endurecidas antes de enfrentar totalmente os elementos. Não pule o endurecimento. Mesmo que as plantas estejam acostumadas com sol forte e temperaturas quentes / frias, elas ainda precisarão de tempo para se ajustar ao vento.

Alternativa de bônus: permuta

Se você ainda não percebeu na minha postagem Como permutar, sou um grande fã de negociação. Muitos jardineiros plantam mais mudas do que precisam, então pergunte por aí para encontrar um amigo que possa plantar mais para você ou que já tenha mais. Ofereça-se para negociar algo que eles possam usar. Ou se eles ainda não começaram as mudas, ofereça-se para fornecer as sementes, solo e / ou vasos.

Você começa as sementes dentro de casa? Ou você usa métodos alternativos de cultivo?


Não cometa esses três erros comuns ao cultivar morangos!

Existem 3 erros críticos que muitos jardineiros cometem ao cultivar morangos. Vamos dar uma olhada nisso, certo?

1. Removendo corredores!

Eu falo sobre a importância de remover corredores em meu artigo Siga esta dica em seu jardim e ganhe uma tonelada de morangos orgânicos.

Portanto, não vou entrar em detalhes aqui, mas saiba que a planta central (ou a planta-mãe) cria corredores que então criarão as plantas filhas.

Aqui está a aparência de uma planta filha.

A energia é retirada da planta-mãe para produzir essas plantas filhas e isso, por sua vez, produzirá menos morangos.

É por isso que você quer remova os corredores. Observe que você pode ter 3 plantas filhas para 1 mãe com sucesso, sem afetar a produtividade da planta.

2. Não enterre a coroa!

Coroa?? O que é uma coroa, você pergunta? Boa pergunta. Vamos dar uma olhada mais de perto na imagem que postei no topo desta postagem.

A copa é a base da planta, conforme mostrado nesta imagem. É muito importante deixar parte da planta (ou da copa) exposta fora do solo.

Se você cobrir a copa, a planta eventualmente apodrecerá e morrerá. Portanto, preste muita atenção ao plantar seu morangueiro e certifique-se de conferir o vídeo da Bonnie Plants abaixo para ter uma boa visão de como isso é feito.

3. Palha, Palha, Palha!

Finalmente, é muito importante aplicar cobertura morta ao redor da planta de morango. Não perca esta etapa crítica. Morangos como solo úmido e cobertura morta protegem as raízes das plantas e criam uma planta super saudável.

Uma coisa importante a lembrar é que diferentes coberturas podem funcionar melhor em sua área. Por exemplo, eu moro no sul agora e temos lesmas e lesmas são atraídas pela palha, então isso pode não ser o melhor para mim.

Posso usar cobertura morta como esta (foto abaixo) ou você também pode usar folhas quebradas para uma cobertura espessa.

Vídeo How To & # 8212 Plantando e cultivando morangos

Então, aqui está um vídeo incrível da Bonnie Plants mostrando como é fácil cultivar morangos!

Halle Cottis / Whole Lifestyle Nutrition é participante do Programa de Associados da Amazon Services LLC, um programa de publicidade de afiliados desenvolvido para fornecer um meio de ganharmos taxas vinculando à Amazon.com e sites afiliados.

Comentários

Eu tenho tido um problema em cada tentativa que faço para cultivar morangos! Tenho buracos na fruta. Um inseto ou pássaro faz um buraco, às vezes parece uma picada, em quase cada baga que cresce. Eu nunca vi nenhum inseto ao redor deles, além de uma formiga ocasional. Eu plantei em um vaso para mantê-los fora do chão mesmo resultado. Eu fiz a cobertura morta, eu não fiz a cobertura morta. Eu & # 8217m atualmente usando agulhas e folhas de pinheiro como cobertura morta, depois de algumas semanas esperançosas, de repente os buracos estavam de volta! O que diabos está causando isso e como posso evitá-lo? Eu moro em Alberta, Canadá, zona 3.

Não tenho certeza sobre o autor do crime, mas tente espalhar pimenta caiena em pó ao redor das plantas. Acho que repele muitas pragas de animais e insetos.

podem ser coelhos. Além disso, deixo meu cocô de cachorro (em um saco) em volta do meu jardim e isso parece ajudar, nojento, eu sei & # 8230

Ao ver as plantas filhas, você deve plantá-las no solo para enraizar antes de cortá-las da planta-mãe?

Se você está querendo plantá-los ao lado da mãe, então sim & # 8230raizá-los no solo. Se você quiser que eles fiquem em outro local, eu & # 8217d corte a mãe e coloque em algum solo onde você quer que eles cresçam.

Meu quintal é feito de pedra para decoração, como eu faria para fazer um jardim de morango bem-sucedido com pedra em vez de cobertura morta?

Plantei morangos no verão passado e, embora para minha alegria, eles brotaram e deram pequenos brotos, mas depois das primeiras folhas verdadeiras não cresceram, eu rego e coloquei borra de café também, mas não sem crescer, você pode me dizer por quê. Eu moro em LA, CA

Qual a profundidade do solo para os morangos. Quero fazer uma cama de morango em cima do meu galinheiro.
Muito obrigado.

Meus pés de morango são lindos e têm muitas flores, mas os morangos são superminúsculos. Este é o segundo ano em que isso acontece e não consigo entender por que eles são tão pequenos. Tenho abelhas por perto e muitas abelhas melíferas em nosso pomar, que também fica perto. Os morangos são plantados em canteiros elevados com boa terra. O ph está na faixa preferida dos morangos. Quaisquer pensamentos ou sugestões? Obrigada!

Por que minha planta se parece com galhos brotando? Eu vejo pelo branco rosa no meio, eu plantei ao contrário?

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Solo saudável pode fazer toda a diferença

Quer cultivar vegetais, frutas e ervas mais saborosos?

O cultivo de comestíveis deliciosos começa com o solo. No SummerWinds Nursery, temos uma ampla variedade de solos úteis, aditivos e fertilizantes para ajudá-lo a cultivar o Tasty Garden que você sempre quis! Abaixo estão apenas algumas de nossas recomendações.

    SummerWinds Natural & amp Organic Planting Mix (desenvolvido com E.B. Stone Organics): Ideal para todos os tipos de flores, vegetais e plantas ornamentais, incluindo plantas anuais, perenes, coberturas do solo, arbustos, frutas e árvores de sombra. Para obter melhores resultados, emparelhe com E.B. Fertilizante Stone Organics Sure Start.

Para saber mais, visite o berçário SummerWinds local hoje e fale com um de nossos Conselheiros de jardim confiáveis.


Tudo o que você precisa saber sobre o cultivo de coentro

Finalmente alcançamos a última erva em nossa série Herb Gardening 101 e definitivamente deixamos a mais complicada para o final. O coentro foi uma das primeiras ervas já cultivadas para uso culinário & # 8212 datando de mais de 3.000 anos & # 8212 e durante esse período de tempo, encontrou seu caminho em quase todas as principais cozinhas.

Sua tendência de gerar sementes ao menor aumento de temperatura pode tornar um pouco frustrante o cultivo em climas quentes e secos, mas onde estariam nosso guacamole, rolinhos primavera asiáticos ou Dhanya Chatni sem essa erva incrivelmente aromática? Veja como transformar um pacote de sementes em um alimento básico para o jardim nos próximos anos.

Coentro vs. Coentro

Nós ouvimos esses dois descritores serem usados. Você sabia que eles são simplesmente partes diferentes da mesma planta? O coentro se refere às folhas dessa erva anual, e o coentro é o termo para suas sementes. Enquanto o coentro recém-picado é intensamente saboroso e brilhante, o coentro seco é sutil, proporcionando uma nota de fundo suave, terrosa e ligeiramente cítrica.

Por que devo cultivar o coentro?

Semelhante à salsa e proveniente da mesma família (Umbelliferae), coentro & # 8217s planta inteira é comestível. Os caules, folhas, flores, sementes e raízes encontram seu caminho na culinária asiática, caribenha, mexicana e indiana. Ao contrário das ervas resinosas, como o alecrim ou o tomilho, a natureza delicada do coentro e # 8217 pode ser usada como erva de acabamento, semelhante ao manjericão ou salsa. O calor basicamente destrói suas folhas tenras.

Como plantar coentro

  • Onde: Para obter melhores resultados, semeie as sementes de coentro em uma área ensolarada. Deixe-o ir semear, assim que a temperatura subir. Algumas mudas surgirão mais tarde naquela estação de crescimento, e outras surgirão na primavera seguinte. Embora eu nunca tenha experimentado isso, ouvi falar de outras pessoas que tiveram sucesso no cultivo de coentro em recipientes. O coentro também pode ser cultivado em ambientes fechados, desde que haja exposição adequada ao sol (pelo menos seis horas por dia).
  • Quando: O coentro tem uma estação de crescimento limitada, especialmente em climas mais quentes ou mais secos. Ele prospera na umidade e fica enjoado com o calor. Semeie as sementes após a primeira geada ou no início do outono, evitando a necessidade de começar mais cedo e fazer o transplante. O coentro é uma erva que dá o melhor de si quando suas sementes são plantadas diretamente no solo.

Como cultivar o coentro

  • Solo: Plante coentro em solo argiloso e bem drenado com pH entre 6,5 e 7,0. Trabalhe um rico composto no solo antes de transplantar ou semear da semente.
  • Sol: O coentro prospera em pleno sol, no entanto, o coentro vai fugir quando as temperaturas subirem. É muito sensível ao calor e, como mecanismo de sobrevivência, a planta rapidamente dá flores e dá sementes.
  • Água: Regue regularmente para manter o solo úmido.
  • Espaçamento: Plante as sementes em sucessão, semeando a intervalos de 2,5 a 5 centímetros em intervalos de duas semanas. Isso garante uma colheita mais longa e contínua. Quando uma planta mais velha for danificada, haverá uma planta mais nova para colher.
  • Plantio companheiro: Plante coentro perto de endro, salsa e manjericão. Para obter resultados positivos, gosto de plantar meu coentro ao lado de meus tomates. Sua sombra adicional me permite esticar minha colheita nos meses mais quentes.
  • Variedades: O coentro pode ser frustrante, pois é tão rápido que vai semear no calor. Procure variedades de peneiramento lento, como Costa Rica, Leisure e Long Standing.

& # 8594 Para obter mais dicas sobre como ajustar sua experiência de coentro, leia Shifrah Combiths & # 8217 post, The Dos and Don & # 8217ts of Growing Cilantro.

Como colher coentro

Colha cedo e freqüentemente para encorajar um maior crescimento. Apenas certifique-se de não cortar todas as folhas de uma única planta de uma vez, deixando o suficiente para que o coentro possa crescer ainda mais. É aqui que o plantio em sucessão maximiza sua colheita. Como você colhe cedo e com frequência, sempre terá uma grande variedade de coentro em diferentes estágios, prontamente disponível para a colheita.

Você sabe como arrancar as flores de um manjericão ou salsa preserva o sabor dentro das folhas e concentra a energia da planta no desenvolvimento posterior das folhas? Este mesmo conceito não se aplica ao coentro. Assim que a planta começa a florescer, o coentro está em marcha mortal, enviando um talo alto e conferindo um sabor amargo às suas folhas. Nesse ponto, deixe as sementes caírem naturalmente ou colete e seque-as como coentro.

E não se esqueça dos caules, especialmente se estiver usando um processador de alimentos para picar seu coentro. Semelhante à salsa, os caules do coentro e # 8217s são tão saborosos quanto as folhas e fornecem uma textura crocante.

Jayme é uma aspirante a vinicultora e sommelier certificada e, quando está fora do restaurante, pode ser encontrada no jardim ou na cozinha. Ela bloga na Holly & amp Flora, onde escreve sobre como cultivar, fazer cocktailing e criar, do jardim ao vidro.


Variedades recomendadas de couve-flor

Couve-flor de verão

  • cigano é uma boa variedade de verão, semeia em outubro e hiberna em clima frio. Plante em março, para o início do verão, couves-flores brancas redondas e profundas. Bom para exposição e solos menos férteis. Recebeu o prêmio RHS de mérito do jardim (AGM).
  • Clapton é a primeira couve-flor a ser resistente à raiz torta; demorou mais de 18 anos para criar esta variedade. Em função da época de semeadura, amadurece do final do verão ao final do outono, produzindo espigas grandes, de excelente sabor, sólidas e de cor branca profunda, de qualidade uniforme.
  • Mayflower são as primeiras couves-flores de verão. Semeie-as em meados de janeiro e plante-as ao ar livre no final de março para uma colheita de deliciosas, tenras e grandes cabeças em maio e junho.

Couve-flor de outono

  • Pavilhão é minha variedade de outono favorita. Ele foi criado na Austrália e se mantém razoavelmente bem no solo. Produz espigas de bom tamanho com coalhada branca pura no final de setembro e outubro, com folhas que as protegem das geadas, prolongando assim a época de cultivo. Recebeu o prêmio RHS de mérito do jardim (AGM).
  • Cheddar produz cabeças amarelo-alaranjadas profundas que contêm um alto nível de beta-caroteno. Deixe as cabeças descobertas para produzir a melhor cor, que se aprofunda mais tarde no outono.
  • Graffiti Roxo produz uma cabeça roxa brilhante, mas embora não seja particularmente saborosa, é muito divertido cultivar na colheita de julho a outubro. Couve-flor roxa contém antocianinas, um antioxidante muito poderoso, que ajuda a prevenir o câncer e é benéfico para a saúde em geral.

Couve-flor de inverno & # 8211 "título de brócolis"

  • Jerome F1 é uma excelente ‘cauli & # 8217 que permanece bem durante o inverno. Possui espigas brancas profundas de excelente qualidade para a colheita em abril. The vigorous leaves should be folded over the curds to protect them from winter weather.
  • Chester F1 has good vigour. It’s deep well covered curds can be harvested in April.
  • Romanesco is a type of cross between calabrese and cauliflower. It has beautiful lime green curds which are reminiscent of a fractal design. They are produced from November to January, long after calabrese has usually finished. It has a wonderful flavour and a more tender texture than cauliflower. It can be cooked whole or served as individual spears. It is grown in the same way as cauliflower. (see Romanesco)

Growing Brassicas

Growing Problems of Cauliflowers

Cauliflowers are very vulnerable to club root so follow the instructions on growing with clubroot infected soil some, however, are now being bred with clubroot resistant. They are susceptible to cabbage root fly as well. Caterpillars and slugs and pigeons are the worst pests of cauliflowers. Caterpillars will eat the leaves and get into the curd and slugs to climb the stem to eat away the surface of the curds leaving brown trails. Pigeons will eat the leaves of young plants.

Cultivation of Cauliflowers

Cauliflowers should be grown in firm soil and react badly to poor cultivation techniques. Follow our instructions for the ideal brassica bed and you’re likely to be successful. Cauliflowers are very hungry plants and need plenty of nitrogen to grow well. They are best eaten fresh so you should sow them successionally to prevent a glut you can’t use.

Sow successionally into modules, thinning them at seedling stage to one plant per module. Move them up to a larger pot when ready, this will prevent root disturbance – but don’t allow them to become pot bound.

You can check the root system by turning the pot upside down holding the plant between your fingers to stop the soil from falling out then lift off the pot. If the white roots go around the pot in circle it is pot bound. Move it into a larger pot teasing out the roots to encourage them to grow into the new compost.

When you plant Cauliflowers out into their final growing position, ensure they are well firmed in and watered so that the roots establish well. If a good root system is not established early on they will never be able to absorb the water and nutrients they require – cauliflower heads will be small. Don’t allow too much sunlight to get onto the head as it will cause the curds to be slightly yellow rather than white, this can be prevented by bending some of the inner leaves over to shade it the head.

If you don’t harvest the cauliflower as soon as it is ready it will continue to grow and the florets will begin to open spoiling its eating quality. Some varieties stand longer than others, so check the description in the seed catalogue.

Harvesting, Eating & Storing

Cauliflowers can be stored in the fridge for 1-2 weeks wrapped tightly in cling film. A glut can be frozen although they do tend to go a little soft and discoloured.


Top Ten Rookie Mistakes To Avoid When Growing Marijuana

Beginners have a long history of messing things up. There’s a learning curve to just about every activity, and growing marijuana is no different. People who have been growing weed for 20 years are naturally going to be a lot better at it than those who have just decided to start. But, most newbies might be dissuaded from trying it because they fear humiliation or failure. Just remember the wise words of Wayne Gretzky: “You miss 100% of the shots you don’t take.” Gretzky, however, had very little to say about growing marijuana, so we’ve compiled this list of common mistakes that novice growers should avoid. Here is a list of the top ten rookie mistakes to avoid when growing marijuana.

1. Don’t talk to anyone about it . We’ve said it before and we’ll say it again: talking about growing marijuana is a no go. Anyone, even a good friend, could be a potential snitch. Keep it to yourself.

2. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Window growing won’t cut it most of the time. Despite the fact that the best source of light for any plant is the sun, growing them indoors and using the window as your only light source is a bad way to go. Marijuana plants need as much light as you can give them. While it might be cheaper to just try to use the sun, it won’t be effective. Buy lights if you’re growing indoors.

3. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Be prepared. Growing marijuana comes with a lot of vagaries that can leave you feeling overwhelmed. There are also plenty of things that you should just be prepared for. The plants need water, nutrients, light, and CO2 (not exactly in that order). But, plants can also be hit with a bug infestation, lack of nutrient quality, and inadequate amounts of CO2. Make sure you have a contingency plan ready in the event that the plants start to exhibit negative signs.

4. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Use the right fertilizer. Many beginners might just grab any old fertilizer at the garden store. While the plants will grow, they won’t thrive like you want them to. Most fertilizers have an NPK ratio conveniently displayed on the bag or other packaging. This isn’t just another irrelevant mathematical term, though. It describes the concentration of nitrogen (N), phosphorus (P), and potassium (K) in relation to one another. For every growth period (excluding flowering), you’ll want to use a fertilizer that is higher in nitrogen than anything else. During flowering, the fertilizer should have more phosphorous.

5. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Just because the soil is natural doesn’t mean it will work. Many new marijuana growers automatically think that any outdoor soil will provide ample nutrients for their plants. In reality, that soil could be nothing more than glorified dirt. It could also be too acidic or too alkaline and won’t even help germinate the seeds properly. When growing outdoors, always infuse the soil with some fertilizer or other potting mix. Also, make sure to test the pH balance to ensure that it’s as close to the middle (7.0) as possible.

6. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Be active. As you might have already guessed, growing marijuana is not a passive expenditure of your time. These plants need to be cared for almost like they are your children (however ridiculous that might sound). They have remarkably short lifespans from germination to harvest, but you can’t just plant them and hope for the best. Trim them, prune them, feed them, water them, pamper them, and make sure they’re getting enough light, CO2, and ventilation.

7. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Don’t let the plants get rootbound. One thing that many beginners might not know is that marijuana roots grow incredibly fast. When they are in a container, the roots generally line the walls of that container and reach to the bottom. If the container is too small, they can get rootbound. They will also die. Make sure you (carefully) transplant the plants from smaller containers into larger ones after they’ve exhibited some accelerated growth (from seedling to vegetative state).

8. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Don’t get crazy with pruning. You may have heard that pruning a plant increases growth. You may have also heard that more pruning correlated to further growth. While that can be true, there’s no need to prune down an entire marijuana plant. You’ll just end up weakening it and potentially killing it if you go too far.

9. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Don’t panic. Most of the problems that occur with plants are the result of easily reversible mistakes. For instance, if some of the leaves start to turn yellow and the plant starts to wilt, it could just be lacking in one particular nutrient. Some leaves on the plant will also just die either because of a lack of light or because of natural processes. In general, it’s not indicative of a greater problem throughout the plant.

10. Mistakes To Avoid When Growing Marijuana: Read, read and read. The more knowledge you have, the less mistakes you will make. And most of the mistakes are made by somebody else before, so learn from them. Our free marijuana grow bible is a good way to start, with over 50 pages illustrated with 100 pictures.

Want to know more about growing marijuana? Check out the FREE book Marijuana Plant Care for more information!


Basil Bonanza

Editor’s note: The COVID-19 crisis has hit us all we have been heartbroken, uplifted, unmoored. To help document the moment, Edible Jersey is sharing a few stories from our community. Here, Mary Ann Castronovo Fusco writes about the miracle of basil.

In unsettling times, it’s comforting to stumble upon an omen of hope. That’s how I felt last week when I casually brushed back the curtains above my kitchen sink to find that I’d hit the basil lottery: Two snippets of sweet basil that I’d set in water had grown a healthy mass of roots.

A couple of weeks earlier, I’d ventured out—appropriately masked and gloved— to my favorite local grocer. (Shout out to you, Cafasso’s Fairway Market in Fort Lee, for being well stocked throughout this ordeal!) Along with some other fresh produce, I picked up a sleeve of fresh basil for the tomato sauce I was making that day.

After plucking off the largest leaves for the sauce, I trimmed the bottoms of the stems, stuck them in a pair of vases filled with water, and left them on the counter. A few days later, I moved them onto the windowsill alongside a Chef Snoopy tchotchke—and then forgot all about them until the accidental reveal.

This wasn’t the first time I’d tried to root basil from a plant I’d bought at a grocery store. Previous attempts to follow the advice I’d been given to treat the basil like a bouquet of fresh flowers, however, had left me with a sad mass of droopy leaves. Why the success this time? Did Chef Snoopy have some kind of supernatural power?

Turns out, in snapping off the largest leaves before putting the stems in water, I’d unwittingly jump-started the rooting process. Reducing the leaf area cuts the amount of water needed to maintain them and channels the plant’s energy to giving the roots a boost, explains Jim Simon, distinguished professor of plant biology and director of the New Use Agriculture and Natural Plant Products Program at Rutgers University. He adds that keeping the basil in indirect sunlight on my countertop for a few days before moving it to the windowsill also helped by preventing evapotranspiration, or water loss.

This wasn’t the first time I’d tried to root basil from a plant I’d bought at a grocery store. Why the success this time?

Simon should know. For more than three decades, basil has been a primary focus of his research. At Rutgers, he oversees one of the world’s most extensive collections of basil from all over the world, more than 100 types. Most recently, he and his colleagues have been focused on developing sweet basil that’s resistant to downy mildew, which has devastated commercial production since 2010. First identified in Florida and possibly introduced via contaminated seeds, the disease looks like gray-black soot between the veins on the underside of the leaves, and causes them to yellow.

Simon’s research team, which includes Andy Wyenandt, an associate extension specialist in vegetable pathology at the Rutgers Agricultural Research and Extension Center near Bridgeton, has developed four varieties of downy mildew resistant (DMR) basil: Rutgers Obsession DMR, Rutgers Devotion DRM, Rutgers Passion DMR, and Rutgers Thunderstruck DMR. “This will be the second full season that these types will be available. It’s a Jersey-created line, created with the participation of Jersey growers,” says Simon. “All was done using traditional but innovative plant breeding—none are GMO. And there are now organically certified lines available.” Seeds are available from https://www.vdfspecialtyseeds.com/.

According to Christian legend, St. Helena found the remains of Christ’s cross beneath a fragrant patch of basil. Its name comes from the Greek basilikón, “royal.” A member of the mint family, basil has been used in cooking since ancient times, when it was also used as a medicinal agent. The aromatic herb contains polyphenols, which have antioxidant properties, and essential oils that been shown to be anti-microbial. Purple varieties of basil are particularly rich in anthocyanins, powerful antioxidants. That said, we primarily value the flavor that basil lends to salads, sauces, and other food.

“You can get all types of tastes from all types of basil,” says Simon. “And the smell is sweet, floral, and relaxing, like lavender, which is in the same family.”

Once I get around to turning the soil in the vegetable beds on the other side of my kitchen window, I’ll put my little plants in the ground, where they’ll have more room to grow— and provide me with the added comfort of knowing I won’t have to venture far for my basil in the weeks to come.


Photo courtesy of Andy Wyenandt/Rutgers University-New Brunswick.


3 Years with a Hugel Bed: Lessons Learned

A hugel bed (also known as hugelkultur) is basically a garden bed filled with logs. In theory, the logs will absorb rainwater like a sponge, allowing for less frequent watering of the bed. As the logs break down, they provide a steady stream of nutrients. To make a hugel bed, dig about a foot down into the soil. (To avoid digging, some people have just built the bed on top of the soil or created a small frame like a raised bed.) Place logs, branches, and sticks into the trench. Cover the logs with upside-down turf, grass clippings, compost, manure, leaves, etc. Top with soil and mulch, and then plant your seeds.

For a more in-depth look at hugelkultur, check out Inspiration Green . It shows some successful beds and gives recommendations for types of wood. RichSoil.com also has good advice about hugel beds.

Some people report amazing success with hugel beds, and others declare them as failures. I’ve had mediocre success but have learned a few things along the way that should make the bed perform better in the future.

1. Mulch doesn’t like to stay on the bed. I’ve tried combinations of leaves, grass clippings, weed cuttings, and wood chips. All it took was one storm to wash the mulch to the base of the bed. Leaves were the worst choice, and grass clippings held on the longest. Dense plantings help keep the mulch in place.

2. Some plants have grown well for me on the hugel bed and other plants haven’t. Kale, radish, and lambsquarter have been the most successful. Tomatoes and squash died from lack of water after the mulch disappeared. Plants with deep taproots can be planted toward the top of my hugel bed, but shallow-rooted plants do better near the base.

3. Hugel beds = shaded areas. The height of the bed causes various areas to be shaded throughout the day. If planned correctly, this can be helpful during the hot summer months.

4. Mice love the hugel bed. There are crevices between the logs that dirt didn’t fill in, so I find new mice holes in the side of the bed every year. There are fewer crevices as the dirt settles and the logs decompose, so I’ve only seen one hole this year. The mice haven’t caused a problem except the time they dug a new hole near a plant and uprooted a couple of radishes. My bed has about 3 layers of logs. To prevent mouse-sized crevices, I should have added compost, manure, or soil in between the layers of logs instead of just on top.

5. Ants love the hugel bed during wet weather. When the soil is too wet, ants turn to the hugel bed for protection and build mounds on top of the bed’s mulch. I sprinkled diatomaceous earth on them, which caused them to move their mound 2 feet over. They think they’re clever, but I have a 25 pound bag of the stuff.

6. Some people theorize that the logs will trap nitrogen in the initial stages of decomposition, causing a nitrogen deficiency in the plants. I haven’t found this to be the case, but I occasionally water the beds with diluted urine just in case.

I haven’t found the hugel bed to be as user-friendly as a regular garden bed, so I’ll keep it but I won’t build another one. Or maybe I’ll figure out the trick to a successful bed and change my mind.

Do you have a hugel bed? What are your thoughts and experiences with it?


The more sunlight the better, but you&aposll need at least six hours of direct sunlight each day. Make sure the spot you select isn&apost shaded during different times of the day by trees, walls, or buildings. In addition, place your site well away from large trees, which can compete for moisture and nutrients. And if you&aposre just getting started with vegetable gardening, you might want to consider starting with just a small plot or even container gardening.

Raised Vegetable Garden Layout Ideas
 Raised beds—simple rectangular wooden frames 8-10 inches tall𠅊re the preferred way to grow a vegetable garden. Soil in raised beds warms quickly in spring, lengthening the growing season, and can be filled with high quality topsoil. Raised beds should be accessible from all sides and no more than 4 feet wide so all parts of it can be reached from the perimeter. Design your vegetable garden layout so plants get progressively taller from the south edge to the north.

Small Vegetable Garden Layout Ideas

If you&aposre working with a small space, there are easy plant combinations that you&aposll enjoy harvesting. Try these ideas:

  • Salad garden: arugula, romaine lettuce, nasturtium
  • Salsa garden: chives, cilantro, tomatillos, hot peppers
  • Corn salad garden: bell peppers, sweet corn, purple basil
  • Veggie pizza garden: tomatoes, oregano, bell peppers
  • Pesto garden: spinach, garlic chives, sweet basil